Vítimas depositam mais de R$ 1 milhão para comprar fazenda e descobrem que caíram em golpe, diz polícia


Compradores são do norte do Tocantins e chegaram a visitar propriedade em Almas com o suspeito de estelionato. Polícia Civil foi acionada e com ajuda do sistema bancário conseguiu recuperar parte do dinheiro. Donos são de São Paulo e não sabiam da negociação. Segundo a Polícia Civil, a propriedade fica em Almas, no sudeste do Tocantins
Divulgação
A negociação para venda de uma fazenda no município de Almas, no sudeste do estado, quase levou ao prejuízo de mais de R$ 1 milhão para interessados na propriedade. Isso porque se tratava de uma fraude e a pessoa que anunciava não tinha nenhum direito sobre o imóvel. As vítimas chegaram a depositar o dinheiro, mas conseguiram reaver parte dele.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
De acordo com a Polícia Civil, o crime começou a ser investigado no início de novembro e as vítimas procuraram uma delegacia quando desconfiaram que caíram em um golpe. Eles depositaram o dinheiro para o suposto estelionatário, que não mora no Tocantins.
Na investigação, a polícia descobriu que a propriedade realmente está à venda e os donos são de São Paulo. O suposto falsário entrou em contato com o representante dos donos alegando estar interessado no imóvel rural, que na realidade custa R$ 12 milhões.
Ele foi ao local e conseguiu falsificar um contrato de compra e venda como se tivesse adquirido o imóvel. Assim, passou a anunciar a fazenda pelo valor de R$ 8 milhões. Os reais donos não tinham nenhum conhecimento da situação, e segundo a polícia, eles também foram enganados porque o homem se apresentava como intermediário para a venda.
Os compradores que se interessaram pelo anúncio são de Darcinópolis e entraram em negociação com o suspeito. Como ele conseguiu até as chaves, as vítimas chegaram a visitar o imóvel depositaram mais de R$ 1 milhão como entrada.
LEIA TAMBÉM:
Condenado por estupro é preso após ir em delegacia testemunhar contra padrasto por violência doméstica
Criminosos criaram perfil para intimidar delegado durante onda de assassinatos em Palmas, diz polícia
Vítima cai em golpe pela internet e transfere documento de veículo, mas não recebe um centavo: ‘até hoje estou esperando’
Mas logo desconfiaram e acionaram as 3ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (Deic – Araguaína). De acordo com o delegado Alexandre Pereira da Costa, as equipes conseguiram agir com a ajuda e atuação do sistema bancário, que bloqueou o dinheiro da conta informada pelo suspeito e estornou a quantia para os compradores.
Apesar de a quantia milionária ter sido recuperada, as vítimas ainda não conseguiram reaver uma parte do dinheiro. A polícia estima que o valor é de cerca de R$ 500 mil.
O suspeito, que não teve o nome divulgado, já foi identificado e está sendo procurado. A prisão preventiva também já foi decretada, informou a autoridade.
O delegado alertou ainda que ao adquirir algum bem, a população precisa se atentar à idoneidade do negócio para evitar cair em golpes.
“Também é de suma importância que os documentos apresentados sejam verificados pelos meios competentes no intuito de se evitar prejuízos”, orientou Alexandre.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.