Trégua: Israel e Hamas iniciam negociação para libertar reféns na Faixa de Gaza

tregua:-israel-e-hamas-iniciam-negociacao-para-libertar-refens-na-faixa-de-gaza

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu declarou nesta terça-feira (21) que as negociações com o grupo terrorista Hamas para uma trégua estão “avançando” e a libertação de reféns detidos em Gaza está bem encaminhada.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, declarou negociar trégua com o Hamas para a libertação de reféns

Benjamin Netanyahu negocia trégua com o Hamas para a libertação de reféns – Foto: Alan Santos/PR

“Estamos avançando. Não creio que seja útil falar muito, mas espero que em breve tenhamos boas notícias”, declarou em uma base militar no norte do país.

De acordo com a agência EFE, uma reunião do governo israelense e o gabinete de guerra trata da questão da libertação de reféns no país.

Sobre o acordo de trégua

De acordo com informações obtidas pela agência de notícias francesa AFP, Israel suspenderia os ataques à Faixa de Gaza por até cinco dias e, em troca, seriam libertados 50 reféns que foram sequestrados na ação terrorista que aconteceu no dia 7 de outubro.

Porém, o Hamas estaria exigindo que a libertação de reféns tivesse como contrapartida a soltura de palestinos de prisões israelenses.

A imprensa dos EUA divulgou que apenas mulheres e crianças seriam soltas neste primeiro momento de breve trégua, incluindo uma menina norte-americana de 3 anos.

Seriam liberados do cativeiro civis de Israel e de outras nacionalidades, mas até então, militares estariam fora de cogitação.

Milhares de mortos e feridos nos dois lados

Com pouco mais de 1 mês de guerra, o número de mortes segue aumentando, em virtude dos frequentes ataques do grupo terrorista Hamas e do Governo de Israel, a guerra se alastra como uma das piores dos últimos tempos.

Segundo a ONU, Ministério da Saúde de Gaza, e Autoridades israelenses o número de palestinos mortos na Faixa de Gaza já passa dos 10 mil e já são mais de 5 mil israelenses mortos em Israel.

Com todos esses impactos negativos gerados pela guerra, os contatos iniciais do Governo de Israel com o Hamas se fazem importantíssimos para o tão esperado fim da guerra.

*Com informações do R7

Adicionar aos favoritos o Link permanente.