Toque de recolher em Trombudo Central já abordou 18 pessoas durante a madrugada

toque-de-recolher-em-trombudo-central-ja-abordou-18-pessoas-durante-a-madrugada

Já são duas madrugadas em que o toque de recolher da pequena cidade de Trombudo Central, no Alto Vale do Itajaí, está valendo. A decisão foi tomada a partir de um decreto assinado no início da semana, valendo a partir das 22h de um dia até às 06h da manhã seguinte.

Ruas da cidade ainda seguiam tomadas por entulhos na quarta-feira (22) – Foto: Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Segundo a prefeitura, neste horário, ninguém deve estar nas ruas e a pessoa que for abordada durante a noite, em meio a uma cidade ainda tomada pela lama e construções condenadas, terá que dar uma boa justificativa sob pena de acabar detido.

Na manhã desta quinta (23), a prefeitura de Trombudo Central divulgou um balanço do que já foi realizado em meio a duas noites seguidas de toque de recolher em vigor. A medida segue valendo por tempo indeterminado.

Toque de recolher já abordou 18 pessoas

Na primeira noite de toque recolher, foram 10 abordagens em Trombudo Central e quatro pessoas estavam em atitude suspeita. Na segunda noite, houve 8 abordagens, sendo que apenas uma foi de pessoa em atitude suspeita. Todas as demais eram de trabalhadores indo ou voltando de seu serviço.


Ruas da cidade ainda seguiam tomadas por entulhos na quarta-feira (22) – Vídeo: Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Segundo o poder público, as pessoas em atitude suspeita abordadas até então foram somente orientadas a voltar para casa sem a necessidade de detenção.

Porém, a Polícia Militar está autorizada a fazer a condução das pessoas que descumprirem o decreto até a delegacia. Em Trombudo Central, a prefeitura não informou se já houve registro de furtos a casas abandonadas ou ao comércio local.

Em Rio do Sul, nem mesmo uma loja de variedades escapou de criminosos que saquearam parte do estoque do comércio alagado, retirando de barco as mercadorias que ali estavam boiando. Em Rio do Sul, o toque de recolher já foi adotado em outras enchentes e vale entre a meia-noite e às 06h da manhã.

Mesmo com enchente, suspeitos se aproveitaram da situação para praticar furtos de mercadorias de uma loja de utilidades domésticas em Rio do Sul, no sábado (18) – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Situação da enchente em Trombudo Central é desoladora

Desde sábado (18), um dia após o nível do rio Trombudo atingir o maior nível da sua história (8,71 metros), não houve mais registro de chuva intensa na pequena cidade do Alto Vale. Contudo, os estragos ainda são enormes.

Ruas da cidade ainda seguiam tomadas por entulhos na quarta-feira (22) – Vídeo: Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

No abrigo Cristo Rei, o único ainda ativo na pequena cidade nesta quinta (23), estão 43 pessoas, que integram 17 famílias. Segundo a prefeitura, a enchente da semana passada assolou não só o Centro mas alguns bairros, como Palhocinha, Liberdade, Satão, Vila Nova, KM-10, KM-05, Estação, Botafogo, Jalisco, Centro, Bracatinga I e Bracatinga II.

Ruas da cidade ainda seguiam tomadas por entulhos na quarta-feira (22) – Vídeo: Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Com mais de 90% do comércio local afetado, os lojistas da cidade ainda calculam o prejuízo. Um levantamento da prefeitura e da CDL local (Câmara de Dirigentes Lojistas) vai estimar as perdas financeiras sofridas, após um formulário ser distribuído aos comerciantes, para que eles descrevam os danos sofridos.

Em reunião com a secretaria Municipal de Educação, a prefeitura de Trombudo Central optou por abrir duas creches municipais que não foram afetadas pela enchente, exclusivamente para crianças de 0 a 3 anos que não tenham condições de ficarem com suas famílias.

Nesta quinta-feira (22), será reaberto o CEI (Centro de Educação Infantil) Charlotte Ilse Schindler, na comunidade km 05. Já na sexta-feira (23), na comunidade Bracatinga I, será reaberto o CEI Pinguinho de Gente.

Busca por voluntários e pedidos para doações continuam

A prefeitura ainda busca voluntários que se disponham a ajudar os moradores atingidos para limpar suas casas ou receber donativos como móveis e roupas. A expectativa é que mais doações cheguem neste final de semana.

Donativos chegam em grande quantidade à cidade de Trombudo Central – Vídeo: Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

As pessoas disponíveis para ajudar no cadastramento devem levar notebooks para a coleta de dados. Também há demanda na entrega dos kits de ajuda humanitária e na seleção e distribuição de roupas, serviço que está centralizado no Centro Evangélico na rua Getúlio Vargas. Um grupo de WhatsApp foi montado e concentra os interessados em ajudar.

Prefeitura de Trombudo Central ainda pede doações para vítimas das enchentes - Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

1
5

Prefeitura de Trombudo Central ainda pede doações para vítimas das enchentes – Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Prefeitura de Trombudo Central ainda pede doações para vítimas das enchentes - Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

2
5

Prefeitura de Trombudo Central ainda pede doações para vítimas das enchentes – Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) - Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

3
5

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) – Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) - Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

4
5

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) – Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) - Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

5
5

Prefeitura de Trombudo Central repassa orientações sobre trabalhos de reconstrução da cidade, atingida pela maior cheia de sua história, na sexta-feira (17) – Prefeitura de Trombudo Central/Divulgação/ND

A cidade conta com o apoio de equipes de ajuda humanitária do Exército Brasileiro e também do Corpo de Bombeiros Militar. Maquinários são empenhados para limpeza da cidade, desobstrução ou reconstrução de vias.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.