Suspeito de violência doméstica é morto após reagir a abordagem policial em MS


Segundo boletim de ocorrência, os militares afirmam que o homem foi morto após tomar a arma de um dos policiais e mirar contra a equipe. Marcar da violência eram presentes no apartamento.
Reprodução
Um homem, de 31 anos, identificado como Jean Carlos da Silva, foi morto durante um confronto com policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, na madrugada desta quinta-feira (30), no bairro Jardim Canguru, em Campo Grande. Os militares foram acionados para atender a ocorrência de violência doméstica, e o homem teria reagido à abordagem.
Segundo boletim de ocorrência, os militares afirmam que o homem foi morto após tomar a arma de um dos policiais e mirar contra a equipe.
De acordo com o boletim de ocorrência, durante a confusão, ele teria ameaçado a mulher com faca, mesmo com os filhos em casa.
Os policiais chegaram a ouvir a discussão ao chegarem no local. Eles entraram no apartamento, onde encontraram o indivíduo em surto e com uma faca na mão. Boletim afirma que ele falava que “não voltaria para a prisão” e que ninguém sairia vivo dali.
Nesse momento, a mulher foi orientada pelos militares a ficar em um quarto com as crianças. O homem então pegou uma serra e tentou cortar uma grade da janela. A esposa ouviu e foi até o cômodo para evitar que ele pulasse, sendo contida por um dos policiais.
Nesse momento, Jean teria tomado a arma de um policial e apontado para a equipe. Os militares acabaram baleando o suspeito.
O suspeito foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Universitário, onde ele acabou morrendo.
Conforme a polícia, o autor tinha uma extensa ficha criminal com passagens por roubo, roubo majorado pelo emprego de arma de fogo, furto, invasão a domicílio, identidade falsa, vias de fato, receptação e violência doméstica.
O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol e as armas dos policiais envolvidos foram apreendidas.
Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.