Réplica da casa onde Santos Dumont morou é aberta para visitação no interior de SP; VEJA FOTOS


Abertura ao público foi feita nesta quarta-feira (22). Santos Dumont é considerado o ‘Pai da Aviação’ e tem recebido diversas homenagens póstumas em 2023, por ser o ano que marca os 150 anos do nascimento dele. Réplica da Casa de Santos Dumont em São José dos Campos.
Cláudio Vieira/PSJC
Conhecido como ‘Pai da aviação’, ‘Rei do Ar’ e ‘Brasileiro Voador’, o inventor e aeronauta Alberto Santos Dumont entrou para a história do Brasil e do mundo, ao fazer o primeiro voo homologado da aviação e pelo feito de construir e voar nos primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp
Para quem deseja conhecer mais a fundo a trajetória e carreira de Santos Dumont, foi aberta para visitação nesta semana uma réplica da casa onde o inventor morou no Brasil (veja galeria de fotos abaixo).
O imóvel é um chalé de três andares, que fica dentro de um parque dedicado ao inventor em São José dos Campos, no interior de São Paulo, local que é conhecido como a ‘cidade da aviação’ e tem sedes de gigantes do ramo, como a fábrica da Embraer e um escritório da Boeing.
Réplica da casa onde Santos Dumont morou é aberta para visitação no interior de SP
As obras do imóvel foram iniciadas em 2006. Cerca de 17 anos depois, nesta quarta-feira (22), a prefeitura de São José abriu a casa para o público. Qualquer pessoa pode visitar o espaço, de forma gratuita (veja detalhes sobre a visitação mais abaixo).
De acordo com a prefeitura, o objetivo da casa é retratar, de forma lúdica, acessível e informativa, personagens da história da aeronáutica brasileira, como o próprio Santos Dumont, o presidente e cofundador da Embraer, Ozires Silva, entre outros.
Passados mais de 150 anos do nascimento de Santos Dumont, o inventor segue vivo no legado que deixou e serve de inspiração para amantes da aviação.
Réplica da casa onde Santos Dumont morou é aberta para visitação no interior de SP.
Cláudio Vieira/PSJC
O que há na casa
A casa de Santos Dumont conta com atrações interativas e exposições que falam sobre a personalidade do aviador, além de objetos característicos que remetem ao pai da aviação.
O imóvel, no formato de chalé, tem 46 m² e é semelhante a casa construída em 1918 onde o inventor morava em Petrópolis, no Rio de Janeiro.
Na casa, o visitante encontrará fotos, cartas, livros e mobílias da época de Santos Dumont. Além dos objetos, em sua maior parte projetados pelo aviador, o visitante também poderá ver o famoso chapéu Panamá, característico de Dumont.
A casa também conta com réplicas das invenções originais. Um exemplo é a escada de entrada, cujos degraus têm o formato de raquetes.
São José inaugura Casa de Santos Dumont
Atraso de anos
Em 2019, o g1 mostrou que a obra da réplica da casa de Dumont estava paralisada há pelo menos sete anos, após ser iniciada em 2006.
À época, a Prefeitura de São José afirmou que a construção era de responsabilidade da Associação Brasileira de Cultura Aeroespacial (Abcaer).
Paredes do imóvel estavam pichadas, antes de ser revitalizado.
Ana Claudia Freire/Vanguarda Repórter
Em nota, à época, a Abcaer disse que a construção do local foi proposta pela Secretaria de Planejamento e que a captação de recursos foi feita pela associação, mas a obra parou pela falta de investimentos.
O local foi alvo da vandalismo e a obra ficou paralisada, mas no ano passado a prefeitura decidiu retomar a reforma. O espaço foi revitalizado, decorado, até que ficou pronto para a visitação.
Réplica da casa onde Santos Dumont morou é aberta para visitação no interior de SP.
Cláudio Vieira/PSJC
Visitação
Casa Santos Dumont
Dias: segunda a sexta-feira
Horários: Das 8h30 às 12h; e das 13h30 às 16h30
Local: Parque Santos Dumont
Endereço: Rua Engenheiro Prudente Meireles de Morais, nº 1.000 – Vila Adyana, em São José dos Campos (SP)
Entrada gratuita.
Alberto Santos Dumont e sua invenção, o 14 Bis
Fundação Casa de Cabangu/Divulgação
Pai da Aviação
O inventor Alberto Santos Dumont nasceu em Minas Gerais e faleceu na cidade do Guarujá (SP), em 1932. Além de inventor, ele foi astrônomo amador, projetista, balonista e aviador.
Dumont construiu e voou nos primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina, inaugurando a era dos voos controlados a partir de 1901. Com isso, ele se tornou uma das pessoas mais famosas do mundo no início do século XX.
O brasileiro também foi o primeiro a decolar a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina, o 14-Bis, em 1906.
Santos Dumont, pai da aviação, passou infância e adolescência na região de Ribeirão Preto, SP
Reprodução/EPTV
Esse voo foi reconhecido pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) e Aero Club de Paris, como o primeiro voo homologado de um veículo ‘’mais pesado que o ar’’ assistido, fotografado e filmado.
Apesar das conquistas e pela paixão que tinha pela aviação, Santos Dumont entrou em depressão profunda ao ver sua maior invenção sendo usada para bombardear a Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial.
Com uma grave depressão e sofrendo de esclerose múltipla, Dumont cometeu suicídio em um hotel de Guarujá (SP) no dia 23 de julho de 1932.
Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina
Adicionar aos favoritos o Link permanente.