Porto Alegre decreta situação de emergência após temporais

Mais de 28 mil pessoas estão fora de casa no estado e a quinta morte em decorrência das chuvas foi confirmada nesta terça (21). Em Porto Alegre, o lago Guaíba atingiu hoje o nível mais alto em oito décadas: 3,46 metros. Sobe para 5 o número de mortos por causa das chuvas que atingem o RS
O governo do Rio Grande do Sul confirmou, nesta terça-feira (21), a quinta morte em consequência dos temporais. A Prefeitura de Porto Alegre decretou situação de emergência.
Os moradores de Eldorado do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, fazem uma força-tarefa. Casas estão debaixo d’água, postos de saúde fechados, as escolas suspenderam as aulas, alguns pontos da cidade só podem ser acessados de barco. Catielen salvou pouca coisa de casa:
“Eu salvei a minha máquina, a minha secadora, as roupas do nenê e a geladeira. E acabou”.
Na principal avenida de Eldorado do Sul, onde fica o centro comercial da cidade, que nesta terça-feira (21) está com lojas fechadas porque estão alagadas. A prefeitura estima que a enchente atingiu 70% do perímetro urbano; 10 mil pessoas diretamente afetadas.
“Eu moro há 65 anos na região e nunca tinha visto”, afirma um morador.
Em Porto Alegre, o lago Guaíba atingiu hoje o nível mais alto em oito décadas: 3,46 metros. Famílias que vivem a beira do lago no Bairro das Ilhas tiveram que sair de casa às pressas. Mais de 28 mil pessoas estão fora de casa no Rio Grande do Sul.
A dona de casa Telma Silvana Garcia dos Santos está em contagem regressiva pra deixar o abrigo, em Lajeado, no Vale do Taquari:
“Marido foi limpar a casa. Está limpando a casa desde ontem, guerreiro. 5h30, eu digo: força. Eu estou com a minha família, é o bem maior que eu tenho”.
Dia de limpeza também para os moradores de algumas cidades do Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Em Agronômica, a água chegou no telhado da casa do pai da escrevente Luciana Rosa.
“Agora é limpar e não vai mais voltar. A gente vai arrumar um lugarzinho seguro para ele, porque, eu acho, que ninguém merece isso, né? Com essa idade que ele tem, não tem o que fazer”, lamenta ela.
LEIA TAMBÉM
Chuvas no Sul causam mortes e enchentes deixam desabrigados
Chuva no Pantanal zera focos de incêndio, mostram dados do Inpe
Adicionar aos favoritos o Link permanente.