NIS e PC prendem golpistas que utilizavam símbolos do TJSC em falsos leilões

nis-e-pc-prendem-golpistas-que-utilizavam-simbolos-do-tjsc-em-falsos-leiloes

A Polícia Civil, juntamente com o Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional – NIS/TJSC, deflagrou na manhã desta quinta-feira (23) uma operação para cumprir 26 mandados de busca, apreensão e prisões preventivas referente a golpistas que utilizavam símbolos do TJSC em leilões falsos.

Foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão em cinco cidades de São Paulo. Prejuízos somados chegam a R$ 58 milhões.

Golpistas que utilizavam símbolos do TJSC foram presos em São Paulo. Na foto, diversos agentes da Polícia Civil em grupo.

Operação conjunta entre Polícia Civil e Núcleo de inteligência cumpriu 26 mandados em São Paulo – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Golpistas foram presos em 5 cidades de São Paulo

Os mandados de prisão foram cumpridos nas cidades de São Paulo, Santo André, São Bernardo dos Campos, Mauá e Itapecerica da Serra. A ação visa esclarecer o golpe do falso leilão de veículos.

De acordo com as investigações, os envolvidos colocavam diversos sites de leilões falsos na internet e negociavam veículos que não existiam, sendo que os sites ostentavam símbolos do Tribunal de Justiça de Santa Catarina para repassar maior credibilidade e facilitar a fraude.

Valor somado dos golpes chega a R$ 58 milhões

O prejuízo somado das vítimas, tanto de Santa Catarina como de outros Estados, ultrapassa R$ 58 milhões. Foram apreendidos com os golpistas aparelhos eletrônicos, que serão analisados para a continuidade das investigações e identificação dos demais envolvidos.

Coordenador do NIS, o desembargador Sidney Eloy Dalabrida, ressalta:

“A atuação do NIS se dá em proteção não só das vítimas diretas, mas também para preservar a imagem e a reputação do Poder Judiciário catarinense, já que a fraude é praticada com o uso da logo e do nome do TJSC, o que acaba atingindo a magistratura e os servidores como um todo”.

 

Valores somados dos leilões falsos chegam a R$ 58 milhões – Foto: Assessoria de Imprensa/NCI/ND

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.