Mulher compra celular pela internet e recebe pacote de café


O aparelho Xiaomi Redimi 10a custou o valor de R$ 969,00. Já o café entregue no lugar, no mesmo aplicativo, tem o valor de R$ 12,72. Café entregue no lugar do celular e print de conversa da aposentada com o aplicativo
Arquivo Pessoal
Uma aposentada de 60 anos, moradora de Aparecida de Goiânia, cidade da Região Metropolitana de Goiânia, comprou um celular, por um site de compras na internet, e teve uma grande surpresa ao receber a encomenda. Um pacote de café estava no lugar do celular.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Segundo Tereza Gonçalves, o celular foi comprado para a vizinha, que utilizou o cartão dela para poder parcelar o produto, mas a surpresa de receber um pacote de café quando foi abrir a encomenda foi bem desagradável para as duas.
LEIA TAMBÉM
Consumidora compra celular de mais de R$ 4 mil pela internet e recebe caixa com pedras ao invés de aparelho, em Goiânia
Empresária compra celular para presentear avó e é surpreendida ao receber pacote com bobinas de papel; vídeo
Artista compra celular pela internet e recebe caixa com pedaços de piso de cerâmica; vídeo
O g1 tentou ligar para a empresa Brixton Company, que vendeu o celular para a Tereza, mas até a publicação desta reportagem, não conseguiu contato.
“Eu chamei minha vizinha para receber o pacote, mas já tinha achado estranho o peso da encomenda, não parecia o peso de uma caixa de celular, quando abrimos, havia um café no lugar”, explica Tereza
O aparelho Xiaomi Redimi 10a custou o valor de R$ 969,00 e foi dividido no cartão em cinco parcelas de R$ 217,00. Já o café entregue no lugar, no mesmo aplicativo, tem o valor de R$ 12,72.
“Imediatamente entrei em contato com o Mercado Livre, para que acionasse o vendedor, mas o vendedor quando respondeu, disse que eu não deveria ter falado com o site primeiro, porque o problema, segundo ele, foi nos correios”, continua.
o g1 pediu um posicionamento para o Correios, mas até a publicação desta reportagem não havia recebido um retorno.
Tereza ainda explicou que não achou necessário abrir o boletim de ocorrência na polícia, já que o próprio site resolveria tudo e os valores cobrados no cartão já haviam sido estornados.
Segundo Tereza, a empresa que vendeu o celular, quando esteve em contato com ela, respondeu pelo aplicativo de compras que “Não arriscaria perder a conta por R$ 1000,00, pois é um vendedor com as melhores condecorações de confiança do marketplace” e não deu mais informações sobre quais tratativas faria sobre o caso para a cliente.
Em nota o Mercado Livre informou que esse é um caso pontual e que segue em contato com a usuária. Veja nota na íntegra:
“A empresa lamenta o ocorrido e informa que, assim que tomou conhecimento do relato, iniciou uma rigorosa apuração deste caso pontual. Reforça ainda que seguirá em contato com a usuária, mantendo seus canais de atendimento à disposição, em linha com seu compromisso com a segurança e com cumprimento dos termos e condições da plataforma.”
📱 Veja outras notícias da região no g1 Goiás.
📱 Participe dos canais do g1 Goiás no WhatsApp e no Telegram.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás
Adicionar aos favoritos o Link permanente.