Malligyong-1: Satélite espião da Coreia do Norte tem alarmado autoridades mundiais

malligyong-1:-satelite-espiao-da-coreia-do-norte-tem-alarmado-autoridades-mundiais

O lançamento do satélite espião Malligyong-1 pela Coreia do Norte, na segunda-feira (21), foi reconhecido por um grande passo no regime do ditador Kim Jong-un no âmbito da inteligência.

Kim-Jong-Un e Rússia se unem para lançamento de satélite espião

Kim-Jong-Un e Rússia se unem para lançamento de satélite espião – Foto: KCNA/Divulgação/ND

Ainda não se sabe se o satélite entrou em órbita. No entanto, o governo norte-coreano divulgou informações provocativas sobre o tema.

Um dia após o lançamento, a imprensa norte-coreana publicou que o satélite teria fotografado diversas bases dos Estados Unidos na ilha de Guam, no oceano Pacífico.

Além disso, a Rússia teria ajudado a Coreia do Norte no envio do equipamento ao espaço. O Malligyong-1 pesa 300 kg e pode orbitar a uma altitude de 512 km.

“O Norte forneceu planos e dados sobre os veículos que utilizou nas suas duas primeiras tentativas e que a Rússia forneceu sua análise a respeito”, disse o deputado do governante e conservador Partido do Poder Popular da Coreia do Sul, Yoo Sang-bum.

Segundo os militares da Coreia do Sul, essa semana ficou marcada pela transferência russa de um motor de combustível líquido de 80 toneladas para dentro da Coreia do Norte e que engenheiros russos visitaram o país asiático.

Satélite espião da Coreia do Norte

A tentativa de envio do satélite pela primeira vez foi em 31 de maio deste ano. A segunda foi em 23 de agosto. Mas, o lançamento só foi bem sucedido em 21 de novembro.

Kim e funcionários da Diretoria Nacional de Aeronáutica e Tecnologia Espacial comemoram o lançamento – Foto: KCNA/Divulgação/ND

O uso do satélite foi condenado pelos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

Enquanto isso, o Conselho de Segurança da ONU (Organizações das Nações Unidas) proibiu que o país comandado por Kim Jong-un utilize esse tipo de tecnologia.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.