Lista de prisioneiros palestinos em Israel tem 123 menores de idade


Relação de pessoas que serão libertadas em troca de soltura de reféns do Hamas foi divulgada nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Justiça de Israel. Familiares de reféns do Hamas mostram retratos dos sequestrados, durante entrevista à imprensa, no Centro Judaico Italiano, em Roma. O grupo se encontrou com o Papa Francisco no Vaticano.
Filippo MONTEFORTE / AFP

A lista de prisioneiros palestinos em Israel que podem ser soltos no acordo com o Hamas inclui 123 menores de idade.
Cinco deles têm 14 anos, a menor idade da lista. Um foi acusado de lançar uma bomba caseira; outros foram acusados ​​de atirar coquetéis molotov ou pedras, segundo o governo israelense.
Essa relação de pessoas foi divulgada nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Justiça do país, após o acordo que garantiu a soltura de 50 reféns israelenses do grupo terrorista Hamas e um cessar-fogo de quatro dias.
Em troca dos reféns, Israel se comprometeu a liberar pelo menos 150 prisioneiros palestinos. O número, no entanto, pode aumentar: a cada 10 reféns adicionais soltos pelo Hamas, haverá mais um dia de cessar-fogo, prometeu o governo Netanyahu.
Por isso, o Israel pode liberar mais prisioneiros do que o previsto.
Espera-se que os primeiros reféns sejam libertados já na quinta-feira (23), no período da manhã.

Acordo Israel e Hamas: o que se sabe e o que falta saber sobre acordo que prevê troca de prisioneiros e trégua temporária

Adicionar aos favoritos o Link permanente.