Incêndio em Joinville: mãe deitou sobre os filhos para tentar salvá-los

incendio-em-joinville:-mae-deitou-sobre-os-filhos-para-tentar-salva-los

O relato das testemunhas é desolador. A mãe que morreu junto com os dois filhos em um incêndio na Vila Cubatão em Joinville, no Norte de Santa Catarina, na manhã desta sexta-feira (24), se deitou sobre as crianças para tentar salvá-las do fogo. As vítimas morreram dentro do banheiro da casa.

Banheiro onde família morreu ficou destruído - Adriano Mendes/NDTV

1
2

Banheiro onde família morreu ficou destruído – Adriano Mendes/NDTV

Fogo destruiu completamente a casa na Vila Cubatão - Adriano Mendes/NDTV

2
2

Fogo destruiu completamente a casa na Vila Cubatão – Adriano Mendes/NDTV

O caso aconteceu por volta das 7h40 desta sexta-feira. O pai das crianças e esposo da mulher havia saído para trabalhar em uma obra próxima, e deixou os três em casa. As chamas tomaram a casa rapidamente e não foi possível salvar a família.

Mãe e filhos correram para um banheiro, único cômodo construído em alvenaria na casa. Lá,  Janaina Teixeira colocou Brenda e Bryan da Silva Teixeira, de seis e oito anos, dentro de um tambor com água para evitar que as chamas atingissem os filhos, e deitou sobre eles na tentativa de protegê-los.

O banheiro ficou em escombros, e a casa totalmente destruída. Quando o pai das crianças voltou para a casa, entrou em desespero e foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento.

Pedreiros tentaram conter incêndio

Enquanto o Corpo de Bombeiros não chegava, pedreiros que trabalhavam em uma obra próxima tentaram apagar o fogo despejando terra sobre os escombros, com uma retroescavadeira.

“A gente tentou com a escavadeira jogar areia e minimizar a chama, mas não deu tempo. Foi muito rápido, não pudemos salvar ninguém, não pudemos fazer nada”, contou um dos trabalhadores que tentaram conter o fogo.

A mãe da família estava de folga nesta sexta-feira, e fazia café quando o fogo começou. Ela trabalhava em uma panificadora, segundo relato de vizinhos. Até o momento, não foi possível identificar o que causou as chamas.

*Com informações de Matheus Furlan, apresentador da Tribuna do Povo.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.