Homem que jogou álcool e ateou fogo à esposa em Maceió é condenado a 26 anos de prisão


Thiago dos Santos Silva pôs fogo no corpo da mulher, Polyana de Medeiros e Silva, e a espancou na frente dos filhos. Ela sobreviveu. Homem que ateou fogo à esposa em Maceió foi julgado no Fórum do Barro Duro
Ascom/ TJ-AL
O Tribunal do Júri condenou a 26 anos e oito meses de prisão o homem acusado de jogar álcool 70% e atear fogo à esposa dentro de casa no Village Campestre II, em Maceió, em 2022. Thiago dos Santos Silva foi julgado nesta quinta-feira (23).
Polyana de Medeiros e Silva sobreviveu ao ataque, mas sofreu queimaduras de segundo grau.
Segundo os autos, Thiago agrediu e pôs fogo no corpo de Polyana na frente dos filhos do casal. Ela correu nua para a rua com o corpo em chamas, foi espancada e teve os cabelos puxados pelo marido.
Depois de atear fogo na esposa, segundo relato de parentes, Thiago fugiu com a filha de três meses do casal, mas depois devolveu a criança. Outro filho da vítima, um menino, presenciou a mãe ser queimada.
Thiago se apresentou à polícia e foi preso por tentativa de feminicídio quase duas semanas depois do crime. Durante o interrogatório, ele disse que queria se separar da vítima, mas ela não aceitava, o que acabou provocando a briga entre o casal.
A vítima e seus parentes dão outra versão para o caso. Em depoimento à polícia, eles disseram que o homem ficou enfurecido porque queria a certidão de nascimento da filha de três meses e o documento se encontrava na casa da avó materna da criança.
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL
Adicionar aos favoritos o Link permanente.