Haddad, em semana decisiva no Congresso: ‘Tudo é imprescindível’


Ministro da Fazenda deu declaração ao blog e ao Conexão GloboNews. Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em foto de julho de 2023
TON MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, sabe que vive um momento decisivo para o futuro da agenda econômica que traçou para o país, um dos pilares do governo Lula 3.
E ele não esconde a aflição diante do desafio. O governo submeteu ao Congresso uma série de propostas que são fundamentais para alavancar a arrecadação, normatizar impostos e fixar regras ao gasto público.
O blog pediu ao ministro uma avaliação sobre quais pontos, da extensa agenda que ficou acumulada para análise neste fim de ano, são prioritários. Haddad respondeu sem rodeios.
“Todos os projetos são imprescindíveis. De verdade”, escreveu o ministro.
A Fazenda briga para aprovar proposta que impede estados de darem descontos em impostos locais cortando, para tanto, taxas destinadas ao governo federal, a famosa benesse com o chapéu alheio.
Só este projeto renderia R$ 35 bilhões em arrecadação para o cofre da Fazenda. Outra proposta em tramitação trata da taxação de apostas esportivas.
O governo ainda precisa convencer o congresso a taxar offshores e fundos exclusivos, investimentos destinados a superricos, que hoje escapam da contribuição ao Estado.
O ministro, numa espécie de desabafo, afirmou ainda que não pode perder nenhuma das batalhas nas quais se envolveu. “As pessoas não têm noção.”
Adicionar aos favoritos o Link permanente.