Escolas de Teresina alteram sistema de matrículas e passam a adotar nome social para inclusão de pessoas trans


As novas medidas já estão em vigor para a renovação de matrícula dos alunos da rede municipal e também para os novos estudantes. Sistema de matrículas de escolas de Teresina adota nome social para inclusão de pessoas trans
Jorge Júnior
A Secretaria Municipal de Educação (Semec) alterou o sistema interno de matrículas da rede municipal de ensino de Teresina e adotou o campo de nome social para inclusão de pessoas transexuais. A iniciativa partiu de um pedido do Coletivo 086, Mães da Resistência e Grupo Matizes.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
“Além disso, no formulário, ao invés de SEXO, vai constar GÊNERO. Além das opções FEMININO e MASCULINO, será acrescentado ‘outros’, para contemplar as pessoas não binárias e agêneras”, informou Marinalva Santana, integrante do grupo de resistência LGBTQIAP+, Matizes.
Semec altera sistema de matrículas de escolas de Teresina e adota nome social
Reprodução
As novas medidas já estão em vigor para o ano letivo de 2024, tanto para a renovação de matrícula dos alunos da rede municipal e quanto para os novos estudantes. Segundo Marinalva, é preciso apenas que os pais ou responsáveis dos alunos solicitem a inclusão do nome social da criança ou adolescente.
Os membros dos coletivos LGBT+ informaram também que estão organizando junto à Semec uma capacitação para os servidores responsáveis pela matrícula na rede pública municipal.
📲 Confira as últimas notícias do g1 Piauí
📲 Acompanhe o g1 Piauí no Facebook, no Instagram e no Twitter
📲 Participe da comunidade do g1 Piauí no WhatsApp e no Telegram
VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube
Adicionar aos favoritos o Link permanente.