Delegado que deu tapa no rosto de mulher é preso novamente após atrapalhar investigação sobre o caso, no Ceará


Paulo Ernesto Pereira Tavares passou a ser investigado por crime de trânsito, ameaça e lesão corporal. No entanto, novos fatos apontam que ele estava atrapalhando as investigações e manipulando o teor das declarações e depoimentos de testemunhas. Entenda! Delegado que deu tapa no rosto de mulher urinou em viatura da Polícia Civil
O delegado flagrado dando um tapa no rosto de uma mulher após se envolver em um acidente de trânsito, e que também foi visto urinando em uma viatura da Polícia Civil, foi preso novamente na tarde desta sexta-feira (24) após atrapalhar investigação sobre o caso.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Paulo Ernesto Pereira Tavares teve a prisão decretada pelo Ministério Público pelos seguintes fatos: conforme investigação policial, ele estava ‘descumprindo medidas cautelares, atrapalhando as investigações e manipulando o teor das declarações e depoimentos de testemunhas’ sobre o caso de agressão contra a mulher.
LEIA TAMBÉM:
Suspeito de matar a mulher no Ceará pesquisava pornografia de ‘esposa’ e ‘traição’
Aluno atingido por aparelho em academia tenta primeiros passos em fisioterapia
Ainda de acordo com informações do MP, “o investigado tem interferido nas investigações, assediado testemunhas e atuado para manipular o teor dos testemunhos por meio de coação”.
‘As tentativas de manipulação das testemunhas foram constatadas em áudios de WhatsApp. No requerimento pela prisão, por exemplo, ele interferiu na lavratura de atos oficiais de condução do flagrante’, explicou a pasta.
O ministério pediu também a suspensão integral de todos os acessos de Paulo Ernesto aos sistemas policiais. Nesta sexta, a prisão foi efetuada por equipes do Departamento de Polícia Judiciária da Capital. Ele foi capturado no bairro Lagoa Redonda, em Fortaleza.
Investigado por outras tipologias de crimes
Delegado da cidade de Aurora agride mulher após se envolver em acidente de trânsito no interior do Ceará
Reprodução
O caso de agressão, onde ele desferiu um tapa no rosto de uma mulher, aconteceu no início de novembro no município de Aurora, na região do Cariri. Após isso, ele passou a ser investigado por crime de trânsito, ameaça e lesão corporal.
O MP entendeu, no entanto, que além do crime de trânsito, diversas pessoas foram vítimas de outros crimes. Confira:
O MP entendeu, no entanto, que além do crime de trânsito, diversas pessoas foram vítimas de outros crimes. Confira:
Pelo menos três pessoas (um homem, um adolescente de 16 anos e uma mulher) foram perseguidas em via pública e ameaçadas em sua integridade física ou psicológica;
Além disso, houve ameaças de morte e uma suposta tentativa de atropelamento que está sendo apurado;
Um vídeo mostra ainda o servidor urinando em uma viatura da Polícia Civil;
O investigado também desferiu xingamentos à mulher agredida fisicamente e a advogados das vítimas, intimidou funcionários do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e desacatou um tenente do RAIO.
Assista aos vídeos mais vistos do Ceará:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.