De virada e nos segundos finais, JEC Futsal é derrotado pelo Tubarão na semifinal do Estadual

de-virada-e-nos-segundos-finais,-jec-futsal-e-derrotado-pelo-tubarao-na-semifinal-do-estadual

O JEC Futsal foi superado pelo Tubarão no primeiro jogo da semifinal do Estadual com direito a emoção até o fim. Com o gol da virada marcado restando apenas 30 segundos para o fim, o Tubarão venceu o Tricolor por 2 a 1 na noite desta terça-feira (21), no Sul do Estado.

Em jogo de retorno do ala Evandro, JEC Futsal é superado pelo Tubarão fora de casa – Foto: Rodolfo May/Divulgação/ND

Com a decisão pela Liga Nacional na sexta-feira (24), o Tricolor usou um time misto e iniciou o jogo com Pato, João Guilherme, Bateria e Arthur sob o comando de Herick Pereira. A reedição da semifinal do ano passado foi equilibrada desde o início, com o JEC movimentando bem a bola, como já é sua característica e pressionando a marcação.

Os donos da casa também mantinham uma linha alta de marcação tentando forçar o erro joinvilense e, na quadra de defesa, tentava escapar no contra-ataque. O primeiro tempo marcou o retorno do ala tricolor Evandro, que não era relacionado há mais de um ano, quando lesionou o joelho e precisou ser submetido a procedimento cirúrgico.

As duas equipes criaram boas chances de abrir o placar, mas pararam nas boas atuações dos goleiros Pato e Gustavo.

A volta para o segundo tempo foi movimentada com velocidade no contra-ataque das duas equipes, mas quem marcou foi o JEC aos 5 minutos em bela jogada de Bateria, que recebeu de Guilherme, driblou o marcador, driblou o goleiro e tocou para abrir o placar.

O empate veio cinco minutos depois com Aquila. Após jogada pela direita, Vitinho encontrou passe entre as pernas de Juca e achou Aquila entrando pela direita, que tocou direto para o fundo da rede.

A intensidade continuou sendo a marca do jogo após os dois gols, com confusão, faltas e muitos cartões. Os dois times estouram em faltas na reta final e no minuto final, o técnico Bruno Silva lançou Fernandinho como goleiro-linha e falando 30 segundos para o fim, Murilo marca o gol da virada. Na jogada do goleiro-linha, Marinho levantou na área, Murilo só desviou de cabeça para o segundo gol dos donos da casa.

Em resposta, o técnico Herick Pereira colocou Anjinho como goleiro-linha para o Tricolor, mas o Tubarão fez boa marcação, evitou o gol de empate e garantiu a vantagem do empate para o jogo de volta, que acontece na segunda-feira (27), no Centreventos Cau Hansen.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.