Copa SC Sub-21: com gol contra, Figueirense sai atrás contra o Criciúma na decisão

copa-sc-sub-21:-com-gol-contra,-figueirense-sai-atras-contra-o-criciuma-na-decisao

O Figueirense saiu atrás na decisão da Copa SC Sub-21. Em jogo de detalhes, o Criciúma venceu por 2×1 no Orlando Scarpelli durante a tarde desta sexta-feira (24).

Os gols do Tigre foram marcados por Lyra e um gol contra de João Pedro. No Figueirense, Adson marcou no segundo tempo.

Copa SC, Figueirense

Figueirense sai atrás na decisão da Copa SC Sub-21; grande decisão da Copa SC é no dia 2 – Foto: Eduardo Pauli/FFC

Com o resultado, o alvinegro vai a Criciúma precisado vencer por dois gols de diferença, ou um para levar aos pênaltis; enquanto os carvoeiros jogam por um empate para serem os campeões da Copa SC Sub-21 2023.

O jogo

Com um sol forte torrando o Estreito, a partida começou a mil por hora – com forte pressão na saída de bola por parte de ambas as equipes.

Logo aos 2 minutos o Tigre consegue entrar na área do Figueira com Lyra, que leva à linha de fundo e cruza sem que ninguém finalize.

Foi por ali – pela direita, que o Criciúma tentou encontrar espaços com Kaik em ao menos três oportunidades até os sete minutos. Não tardou, contudo, para que o Figueirense equilibrasse a posse de bola e a partida em si.

Os 10 primeiros minutos foram marcados por Dudu Félix tentando encontrar espaços no meio de campo e o Criciúma tentando responder pelas beiradas do campo. Ambos os times, no entanto, pecando no último passe.

Foi aí a marca que o goleirão Kauã, do Criciúma, ficou com a bola e sentiu a perna – sentou, portanto, e esfriou uma partida escaldante até aquele momento; sob muitos protestos da torcida alvinegra.

A primeira chance do Furacão nesta final de Copa SC veio dos pés de Gabriel Lira, que encontrou espaço de fora da área e arriscou, mas pegou muito no queixo da bola e a protagonista passou longe da meta.

O Criciúma foi quem abriu o placar logo aos 16 minutos de jogo. Após cobrança de escanteio, Antônio dá rebote e, numa bobeira da defesa do Figueirense, Lyra sobe sozinho e coloca pra dentro. Na comemoração, correu à torcida alvinegra, mostrando a camisa e batendo no peito.

Logo em seguida, a equipe da Capital tentou responder num cruzamento de Lira – o outro, mas Bernabé estava longe demais para finalizar.

Na metade exata do primeiro tempo, a torcida já pedia para o time subir as linhas de marcação, seguindo as chamadas de Bernabé, que por muitas vezes se viu isolado entre os zagueiros do Criciúma.

A primeira grande chance de empate veio quando os pedidos foram atendidos. Em cruzamento preciso de Yan, a bola quase sobra nos pés de Renan Bernabé – que se calçasse um número a mais teria colocado pra dentro.

A segunda veio aos 39’, em cobrança de escanteio, a bola vai para os pés de Yan novamente. Após um bate-rebate dentro da área, Zonta tenta de bicicleta e a bola passa longe. O lance, no entanto, serviu para motivar a torcida que já ensaiava os gritos de “Figueira e-ô!”

Os gritos deram resultado e ficaram mais altos após nova grande chance do alvinegro. Vinícius Nucci cruza rasteiro para o meio e a bola sobra lisa para Lira, que chuta em direção ao gol mas o zagueiro criciumense salva antes de chegar à meta.

Copa SC

Agora, Figueirense precisa vencer por dois gols de diferença em Criciúma para ir à final da Copa SC – Foto: Eduardo Pauli/FFC

Segundo tempo

Aos 5 minutos de partida, Willian encontra espaço e bate de direita para buscar o empate alvinegro, mas a bola sai pela direita da meta criciumense.

Logo em seguida, o lateral Léo Maia coloca a gordinha na área mas antes de todo mundo chega Kauã.

Duas chegadas do Figueira em menos de 10′ minutos indicavam que a equipe de Jhonatas Reis estava com fome de jogo.

O Tigre respondeu logo aos 5′. Um belo chute de Adriano obriga Antônio a ir buscar – na sequência, João finaliza pra cima e assusta o Figueirense.

Com um Furacão muito mais presente no ataque, uma nova boa chance logo após escanteio pela canhota. Kauan cabeceou no braço do zagueiro criciumense, mas o juizão preferiu deixar o jogo correr.

Aos 17′, o Criciúma novamente chega ao ataque com finalização de Dal Moro, que acabara de entrar, mas a bola sai sem perigo ao Figueira. Em seguida, Bernabé encontra a primeira bola no segundo tempo na marca penal – o atacante cabeceia e a bola sai tirando tinta da trave.

Para ensandecer os alvinegros presentes no Scarpelli, um passe açucarado de Léo Maia – que vinha fazendo muitos desses ao longo do jogo, encontrou Adson; o camisa 20 veio por trás da defesa e contou com a falha de Kauã para igualar o marcador em Floripa.

Não fosse Kauã, no entanto, o lance seguinte seria o da virada. Nucci cruzou bem e Bernabá, por pouco, não coloca para dentro.

Aos 32′, nova chance para o Criciúma em cobrança de falta – da canhota, diretamente, Dal Moro tenta o gol e Antônio joga pra fora.

Aos 41′, no entanto, um toque contra de João Pedro matou a partida do Figueirense e garantiu o 2×1 do Criciúma. Com o resultado, resta ao Furacão buscar o resultado na capital do carvão para serem campeões da Copa SC Sub-21 deste ano.

FICHA TÉCNICA

Figueirense x Criciúma – Final da Copa SC Sub-21

FIGUEIRENSE: Antônio; Léo Maia, Zonta, João Pedro e Vinícius Nucci; Micaías (Iury Gomes), Dudu Félix (Kauan) e Yan (Adson); Willian (Agustín), Gabriel Lira e Renan Bernabé TÉCNICO: Jhonatas Reis. 5 15 11

CRICIÚMA: Kauã; Kaik, Jackson, Erick e Streit (Hiago); Eliedson, Eliel (Agueiro) e João; Pett (Jabá), Lyra (Vinycius) e Adriano (Dal Moro). TÉCNICO: Gabriel Carvalho.

Cartões amarelos: Pett (CRI/33’ 1T); Yan (FIG/34’ 1T); Kaik (CRI 24′ 2T); Micaías (FIG/30′ 2T); Bernabé (FIG/39′ 2T); João Pedro (FIG/44′ 2T)

Data: 24/11/23 às 15h

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

Adicionar aos favoritos o Link permanente.