Casal envolvido no assassinato de idosa é condenado a penas que somam mais de 40 anos de prisão em Presidente Prudente


Corpo da vítima, de 86 anos, foi encontrado no porta-malas de um carro, em dezembro de 2021. Corpo de idosa foi encontrado dentro do porta-malas de um carro, em Presidente Prudente (SP), em dezembro de 2021
Arquivo/g1
A Justiça condenou a penas que totalizaram mais de 40 anos de prisão o casal envolvido no assassinato de uma idosa, de 86 anos, ocorrido em dezembro de 2021, em Presidente Prudente (SP).
De acordo com a sentença da juíza Marcela Papa Paes, da Vara do Júri, publicada nesta sexta-feira (24), o réu Vitor Leandro do Nascimento Gomes, de 20 anos, recebeu uma pena de 18 anos, oito meses e 17 dias de reclusão.
Já a ré Kátia Assis dos Santos, de 43 anos, foi condenada a cumprir 22 anos, cinco meses e 15 dias de reclusão.
Ambos foram submetidos ao Tribunal do Júri, que decidiu condenar Vitor Leandro e Kátia pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e tentativa de furto.
Ainda durante o júri popular, os réus foram absolvidos das acusações de furto consumado, no caso de Vitor Leandro, e de furto consumado e ocultação de cadáver, em relação a Kátia.
O corpo da idosa, que estava desaparecida havia dois dias, foi encontrado na manhã do dia 21 de dezembro de 2021, dentro do porta-malas de seu próprio carro, em um imóvel na Vila Ocidental, em Presidente Prudente. A mulher, de 86 anos, havia sido vista com vida pela última vez no domingo (19). O desaparecimento foi registrado na Polícia Civil na noite da segunda-feira (20). No mesmo terreno, de propriedade da idosa, existiam três residências. Em uma delas, morava a idosa sozinha. As outras duas casas eram alugadas para inquilinos da proprietária.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.