Cão Bredy, poodle gigante de 30 kg, é atacado por cachorro em parque em SC: ‘Um susto’, diz tutora


Cachorro de Chapecó tem rotina compartilhada com mais de 30 mil seguidores nas redes sociais. Vídeo registrou agressão e Bredy sofreu ferimentos. Bredy foi atacado na segunda-feira em parque de Chapecó, segundo tutora
Redes sociais/ Reprodução
O cachorro Bredy, o poodle gigante de quase 30 kg que tem mais de 80 mil seguidores na web, foi atacado por outro cão em um parque em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, informou a tutora Giseli Campos, que relatou ter passado por “um susto”.
O Poodle Standard, ou “Gigante”, ganhou projeção nacional após reportagem no g1 e, depois, por participar de um quadro no Encontro com Patrícia Poeta, da TV Globo. O vídeo da agressão foi compartilhado na web pelo veterinário Alexandre Rossi, que recebeu Bredy no programa.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santa Catarina no WhatsApp
“O Bredy está bem. Ainda bem que ele tem bastante pelo, isso ajudou para que o pior não acontecesse”, tranquilizou a tutora nesta sexta-feira (24).
Brady com a apresentadora Patrícia Poeta durante o ‘Encontro’
TV Globo
Giseli conta que, no momento do incidente, na segunda-feira (20), estava fazendo vídeos do pôr do sol enquanto segurava o outro cão da família, de porte menor. Ela seguiu com ele no colo “para que o pior não acontecesse com o pequeno também”.
A mulher conseguiu registrar a cena, enquanto o marido e o tutor do outro cão tentavam conter a briga. “Não tinha o que eu fazer, porque são dois cachorros grandes e pesados”, afirmou.
“O tutor soltou o cachorro [da guia] e ele veio reto no Bredy. Sorte que o Gabriel [marido de Giseli] pulou em cima do cachorro e conseguiu separar os dois. Nada de mais aconteceu, só um arranhão no abdômen”, relata.
A família decidiu não registrar um boletim de ocorrência, já que o dono do cão disse que a situação nunca havia acontecido antes.
Cachorros Bredy e Guci têm a mesma idade
Redes sociais/ Reprodução
Veterinário comenta
Especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi compartilhou o vídeo da agressão em uma rede social e deu dicas de como evitar esse tipo de situação (imagem abaixo). Ele destacou que cães agressivos não devem ser soltos, mesmo em locais cercados.
Rossi também fala sobre a importância de haver separação de portes em espaços destinados a animais domésticos, já que o cão maior tende a sacodir o pequeno durante uma possível mordida, podendo “matar na hora”.
“Outro cuidado seria, se tiver qualquer chance de briga, deixar a guia pendurada. Não que não vai deixar o cachorro brincar, mas deixar ele com a guia pendurada. Porque, se precisar, cada um puxa a sua guia”, explicou. Caso seja necessário separá-los com as mãos, continua o especialista, é importante fazer isso o mais longe possível da boca deles.
Veterinário Alexandre Rossi comentou o caso na web
Redes sociais/ Reprodução
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santa Catarina no WhatsApp
VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.