Artista relata em livro o que sofreu após exibir “La Bête”

artista-relata-em-livro-o-que-sofreu-apos-exibir-“la-bete”

Artista e coreógrafo Wagner Schwartz está em Floripa para o lançamento, nesta quinta (29), do livro “A nudez da cópia imperfeita”. Será às 19h, na Livraria Livros & Livros, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

A entrada é gratuita e também contará com uma conversa mediada pelo pesquisador Anderson do Carmo.

Coreógrafo e artista Wagner Schwartz durante a controversa performance “La Bête”, em 2017, no MAM em São Paulo – Foto: Humberto Araújo/Divulgação

O livro resgata um dos episódios mais controversos da história recente das artes no Brasil.

O ano era 2017 e Wagner Schwartz apresentava no Museu de Arte Moderna Moderna (MAM) de São Paulo a performance “La Bête” sobre a obra “Bichos”, de Lygia Clark.

O trabalho consistia em colocar seu próprio corpo nu à disposição do espectador para ser manipulado.

Detalhe é que na ocasião uma grande amiga do artista foi à apresentação acompanhada da filha criança.

Um vídeo com um trecho em que a menina observa a performance acabou disseminado na internet e redes sociais causando uma onda de comoção e violência.

Livro retrata onda de ódio e ameaças de morte

Wagner recebeu um tsunami de ódio, “fake news” e centenas de ameaças de morte.

Neste relato visceral e experimental, no qual se fundem instalação e texto, performance e palavra, obra e autobiografia, o artista oferece um testemunho do artista vitimado pelo extremismo e pela sombra perene da violência em um engenhoso e dissimulado mecanismo de censura.

Capa do livro “A nudez da cópia – Foto: DIVULGAÇÃO

Adicionar aos favoritos o Link permanente.