Após crise por aprovação de PEC, Lula se reúne com ministros do STF

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu na noite desta quinta-feira (23) com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
Participaram da conversa com Lula os ministros Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Cristiano Zanin, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, além do ministro da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias.
Segundo integrantes da Corte, o encontro foi um aceno do presidente ao Supremo após a aprovação, pelo Senado, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que restringe as decisões individuais de ministros do tribunal.
O texto proíbe as chamadas decisões monocráticas que suspendam leis e atos dos presidentes da República, da Câmara e do Senado, e contou com apoio de governistas para avançar no Congresso.
LEIA TAMBÉM:
Ministros do STF rebatem PEC que altera regras do STF: ‘Ameaça’, ‘retrocesso’ e ‘intimidação’
Pacheco diz não permitir ‘agressões’ de ministros do STF e que decisões individuais não se ‘sobrepõem’ ao Congresso
O líder do governo na Casa, senador Jacques Wagner (PT), votou a favor da proposta e, na quinta (23), publicou em uma rede social que o apoio foi uma decisão pessoal, sem relação com o Planalto.
Aprovação no Senado de PEC que limita decisões individuais de magistrados provoca reações de ministros do STF
Na conversa com os ministros, o presidente quis deixar claro que não há nenhuma tensão e nenhuma tentativa de interferir no Supremo.
O Planalto tem interesse que o STF avance em pautas econômicas, como o pedido para destravar o pagamento de estoque de precatórios, calculado em R$ 95 milhões por crédito extraordinário.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.